sábado, 5 de junho de 2010

"Puxa, repuxa, recontrapuxa"

Eu não consiiigo parar de criar TAGs.

Agora eu quero compartilhar uma parada meio Cult. Se é que me entendem. É que eu fico por aí, enchendo os olhos nesses sites de venda de livros e discos.. Sem grana, sem tempo pra ler... Que tal a gente postar a nossa lista de desejos de leitura e audição? Aquele livro cujo resumo você achou bacana, ou até mesmo a arte da capa te impressionou. Aquele disco que você não tem como comprar, nem quer baixar na web... Vamos compartilhar?


Eu começo por um livro que eu vou até pedir de presente. Please!!! Alguém compra e me envia? Pode até ler antes, rabiscar... manda usado, mas manda!

É o livro Seu Madruga: Vila e Obra, de Pablo Kaschner. Nooooossssaaa, sem noção! Seu Madruga é um ícone, hein? E quem nunca repetiu "Sou pobre, porém honrado"?

Confere aí a sinopse extraída da Livraria da Folha.



"Quem é Seu Madruga? Uma pergunta, muitas respostas. Fotógrafo, pedreiro, boxeador, toureiro? Um malandro sem um centavo no bolso que sempre traz no rosto um sorriso franco e espontâneo? Um sujeito mal humorado e resmungão, mas, no fundo, no fundo, dono de um bondoso coração? Ou tudo isso e muito mais? Ao longo de 14 capítulos que vão sendo "quitados", numa tentativa de ajudar Seu Madruga a pagar os eternos 14 meses de aluguel, você irá se transformar em um profundo conhecedor desta figura impagável que, vai ver por isso, tinha certa dificuldade para pagar as contas.

Este livro presta homenagem a este personagem que, mesmo devedor confesso e trambiqueiro inveterado, conquistou o púbico graças tão somente ao seu carisma. Sua imagem talvez só não seja mais reproduzida em camisas que a de Che Guevara. Um verdadeiro ícone pop! Filósofo de doutrina bem particular, os ensinamentos deste velho lobo do mar estão na ponta da língua de crianças, jovens, adultos e idosos. Quem não concorda que "a vingança nunca é plena; mata a alma e a envenena"? Ainda que nem sempre suas atitudes condigam com seu discurso (sim, ele é humano! Sagradas são as dívidas), Seu Madruga provou morar não só no 72; mas no coração de milhares, milhões de fãs".

É, ou não é um livro para se desejar ler?

4 comentários:

Amana C. disse...

minha filha, guarde algumas boas idéias pro coletiva! hahahaha...

eu não sabia desse livro do seu madruga... agora também quero um! rs.
quem mandar pra dy, manda uma cópia pra mim. pode ser mais usado do que o dela! hahaha

ah... eu quero tantos livros e tantos dvd's que nem sei se sei elencar alguns...

mas acho que por enquanto eu iria gostar de ler o "homem ideal" da elenita. será que ela escreve bem sobre isso? risos.

bju
saudades!

Kleidianne disse...

se eu ganhar, eu te mando! heauehau

e a próxima postagem vai ser sobre esse livro da elenita... tem dica de onde encontrar a sinopse?

beijo

Eder Barbosa de Melo disse...

Uau! Que maneiro, o Seu Madruga é mesmo um dos personagens mais carismaticos da série, quem nunca teve pena quando ele apanhava da Dona Florinda e a culpa era do Chaves. Um dia eu vou comprar esse livro, leitura obrigatoria.

Dizem que quando o Edgard Vivar esteve no Brasil, alguém foi até ele, lhe deu um dinheiro falso e disse que era pra pagar os 14 meses de aluguel que o Seu Magruga (Ramón Galdez) lhe devia, na hora o ator chorou emocionado. O Ramon Galdez foi um dos primeiros atores a falecer, mas a maioria ainda está vivo e quando os vejo em alguma reportagem, como quando o Carlos Villagrán (o Quico) esteve no Pânico, no Jô (antigão no Youtube), bate uma saudade. Nostalgia pura. O seriado Chaves é insubstituivel em nossa infância.

Ah Amana, dizem que um homem perfeito encontrou um mulher perfeita e se casou, quando estavam indo para a lua-de-mel, o carro quebrou, então eles acabaram pegando uma carona no trenó do Papai Noel. Então aconteceu uma tragedia, o trenó caiu numa ribanceira... adivinha quem sobreviveu?
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Só o Papai Noel, porque não existe homem nem mulher perfeitos.

Amana C. disse...

assim vc já deu a resposta, eder!
e eu já sabia essa! =p hehehe

dy, tem o blog da própria elenita.
lá ela faz uma propagandinha. risos.

http://acasosafortunados.blogspot.com/2010/04/pre-venda-do-meu-livro.html